sales @ parlacom.net

A Melhor Plataforma M2M do Mercado
sales@parlacom.net 11-30200909

Tecnologia M2M Precursora da IoC

car trackingA tecnologia máquina-a-máquina tem sido essencialmente a percursora de grande parte do que está relacionado atualmente com a Internet das Coisas (IoC), seja uma tendência, aplicação ou ecnologia. Não é tanto uma surpresa, pois a tecnologia M2M existe há anos, apesar de não existirem muitas pessoas a perceber ainda o seu enorme potencial. O conceito da Internet das Coisas é conectar virtualmente tudo a uma rede das coisas, e com menor ou nenhuma intervenção humana. Muito tem sido dito sobre a IoC, e isso tem sido impulsionado literalmente pelas tecnologias de carros conectados.

De acordo com o analista sênior da Berg Insight, Tobias Rybert, a tecnologia M2M irá em breve estar disponível em todo o mundo. E sua disseminação tem sido amplamente adotada em várias aplicações para veículos inteligentes e carros conectados. A empresa de pesquisa de mercado M2M, com sede na Suécia, prevê que o número de conexões de rede móvel para comunicaçãi máquina-a-máquina sem fio irá aumentar, atingindo 213.9 milhões de conexões a nível global até ao final do ano. Isto representa um aumento de 21% a partir do número atual de conexões M2M. Além disso, é esperado crescer para 599.7 milhões em 2019.

Ryberg disse que há um grande ponto de viragem para a conectividade M2M e estamos começando a ver carros conectados em todo o mundo. O mercado automóvel para M2M representa o maior do mundo e Ryberg concorda que as aplicações M2M se tornaram uma característica padrão nos carros, com a General Motors a incorporar conectividade em todos os seus veículos. No entanto, a Berg Insigh observou ainda que esta tendência não é apenas vista em carros e automóveis conectados. Outras adoções igualmente fortes incluem aplicações industriais, tais como serviços de gestão de frotas, terminais de ponto de venda para faturamento de restaurantes, medidores inteligentes, segurança e vigilância, entre muitas outras. A maior adoção observada entre os países escandinavos é a medição inteligente, que é amplamente utilizada pelas famílias para monitorar utilitários, seguida de sistemas de alarme conectados. As principais regiões abraçando esta tendência são a Europa Ocidental, os Estados Unidos e a Ásia Oriental. No entanto, a Berg Insigh prevê grandes volumes provenientes de mercados emergentes como o Brasil, que recentemente anunciou o apoio do governo para a produção de carros híbridos, elétricos e inteligentes, e terminais de pagamento de crédito via aplicativos móveis que são amplamente aceitos.

"No geral, o ecossistema é mais maduro, as grandes operadoras todas têm especialistas M2M. Está verdadeiramente se tornando uma coisa global." disse Ryberg. A Parlacom Brasil, uma as principais fornecedoras de soluções M2M no Brasil, liderada pelo seu CEO e fundador, Clovis Lacerda, acredita que o Brasil vai ser um mercado enorme para a M2M.

"Há muita coisa acontecendo no Brasil. Temos cortes de impostos em terminais M2M a decorrer, atualizações de infraestrutura estão sendo feitas para acomodar uma transmissão de dados mais rápida e o Brasil acabou de dar luz verde ao uso de faixa específica de espectro para comunicação M2M. Estamos abrindo nossas portas a maiores oportunidades e ficando preparados para abraçar o grande potencial da tecnologia M2M." disse Lacerda em uma declaração, quando questionado sobre o que pensava da previsão da Berg Insigh. "Não tenho dúvida que o Brasil irá em breve se tornar o centro de rede M2M na América Latina", acrescentou ainda o CEO da Parlacom Brasil.